“O Olhar do Griot e o Ofício do Ator”

A E.N.T está selecionando 10 alunos matriculados ou formados para participar gratuitamente da Oficina “O Olhar do Griot e o Ofício do Ator” que sISAAC BERNATerá ministrada pelo ator Isaac Bernat (do elenco do espetáculo Incêndios, Isaac Bernat é Doutor em Teatro pela UNIRIO. Ator, diretor teatral, professor de interpretação teatral da faculdade CAL).

A Oficina será realizada nos dias 23 e 24 de abril (sabado ou domingo) das 09:00 as 13:00 no Auditório do Teatro Municipal de Santo André, para inscrever-se é necessário preencher o formulário abaixo

https://docs.google.com/forms/d/14RHUWY4WH_2v4d9i6PYdqW73Z5o-mJzQW8fYVy_wJWk/viewform

Critérios de Seleção:
– Não serão selecionados pela E.N.T alunos que tenham aulas de seus cursos regulares no mesmo horário da Oficina.
– Terão prioridade os alunos do Curso Técnico em Arte Dramática, considerando como formação complementar e estágio

A lista dos selecionados será divulgada na sexta-feira 22/04 no site da E.N.T

ATUALIZAÇÃO DE POSTAGEM EM 21/04 AS 20:16 – LISTA DE SELECIONADOS
Beatriz Marques Lima
Marcella Alves de Souza
Alanis Guillen Caratella
Renata Birolli Porcel
Marcelo Mendes Deodato Corrêa
Luiz Felipe Da Silva Santos
Beatriz Scotuzzi Verde
Andressa Fabiana da Silva
Natercia Fernanda Moura de Oliveira
Marina Nittolo Bagatini

O OLHAR DO GRIOT E O OFÍCIO DO ATOR

OBJETIVO

A partir dos anos de convivência com o griot africano Sotigui Kouyaté, a oficina pretende investigar o papel que o ato de contar histórias individualmente e em grupo pode ter no reconhecimento da identidade do ator, bem como na afirmação e no fortalecimento de sua autonomia criadora. A oficina é fundamentada na convivência de 10 anos com Sotigui Kouyaté que originou a minha tese de doutorado: “O olhar do griot sobre o ofício do ator: uma reflexão a partir dos encontros com Sotigui Kouyaté”. A tese deu origem ao livro “Encontros com o griot Sotigui Kouyaté”. Os griots têm uma função indispensável na África Ocidental, pois são a memória do continente africano. Os griots são sábios itinerantes, conselheiros dos reis e de chefes tradicionais, mediadores e mestres de cerimonias em todas as épocas. Conhecidos como mestres da palavra são também, cantores, músicos e contadores de história.

METODOLOGIA
Através de exercícios específicos que buscam resgatar a sensibilidade perdida no cotidiano, o curso pretende expandir a percepção individual de cada aluno bem como valorizar a noção de grupo através de um Encontro pleno entre os participantes. Além dos exercícios, haverá um trabalho focado na figura do contador de histórias que está na base de qualquer tipo de atuação. Através de exercícios de percepção, escuta, sensibilização e presença, o aluno experimentará as possibilidades inseridas no ato individual de contar uma história, conto ou parábola, ao mesmo tempo em que terá a oportunidade de mergulhar nas questões que surgem ao se tornar um dos elementos do grupo durante uma contação coletiva.

Deixe seu comentário